NINA SIMONE (Série Ode Em Casa) ROBERTA LESSA


0

 

Após rever esse vídeo não me senti negra, indígena, caucasiana… senti-me humanamente espírito.
Após reler esse vídeo não me senti mulher, criança, idosa… senti-me humanamente carne.
Após reabsorver esse vídeo não me senti rica, pobre, miserável… senti-e humanamente gente.
Após descrever esse vídeo não me senti nua, vestida, travestida, senti-me humanamente alma.
Após antever esse vídeo não me senti calada,observadora, senti-me humanamente única.
Após sorver esse vídeo não me senti gorda, magra, escultural, senti-me humanamente viva.
Após transver esse vídeo não me senti melhor, pior, mediana, senti-me humanamente caminhando.

 

Referente à um vídeo de onde a cantora e compositora Nina Simone é entrevistada e fala um pouco da realidade que vivia e que lutava contra. Eram tempos outros… mas temas tão atuais que me espanta sua contemporaneidade.

Acesse o link para saber das palavras dessa artista que admiro muito:

Anúncios
Published in: on 7 de janeiro de 2018 at 21:45  Comentários desativados em NINA SIMONE (Série Ode Em Casa) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental VII (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


10440661_10203798190808339_5900994148837332695_n

Cobrança surgindo no horizonte avermelhado de desesperanças.

BRISA SOPRA CALMA.

Desesperança emergindo na distância desconectada de alianças.

BELO ABARCA CLARIDADE.

Aliança caindo no marasmo emocionado de crianças.

BUSCA AUXILIA CORAGEM.

Criança advindo na vontade emancipada de mudanças.

BANTO AJUDA CAMINHO.

Mudança subindo no equilíbrio conectado de semelhanças.

BEIJO AMPLIA CUIDADO.

Semelhança esvaindo na tempestade de confianças.

BOCA ADIA CARINHO.

Confiança nutrindo no encontro de cobranças.

BRILHO ALUMIA CIDADE.

Published in: on 3 de janeiro de 2018 at 4:15  Comentários desativados em Confusão Mental VII (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental VI (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


644610_4150040222427_1696009041_n.jpg
Nada soube da água que nutria o corpo imunizando-o da sede…
– nasceu.

Nada soube do fogo que abastecia a alma inundando-a de verdade…
– cresceu.

Nada soube da terra que apetecia o âmago indagando-o de questão…
– floresceu.

Nada soube do ar que propicia a distância incutindo-a de solidão…
– anoiteceu.

Nada soube da vida que reverencia o gesto iludindo-o de vontade…
– resplandeceu.

Nada soube do éter que enternecia a loucura indefinindo-a de estrada…
– feneceu.

Nada soube da alma que renuncia o marasmo inculcando-o de gesto…
– reviveu…

Published in: on 3 de janeiro de 2018 at 4:02  Comentários desativados em Confusão Mental VI (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental V (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


0000000.jpg

Poeira
Poeira mental
Poeira mensal onde
Poeira mental onde  deveria
Poeira mental onde  deveria haver
Poeira mental onde  deveria haver outro
​​​​​​​Poeira mental onde  deveria haver  outros cuidados
​​​​​​​Poeira mental onde  deveria haver  outros
​​​​​​​Poeira mental onde  deveria haver
​​​​​​​Poeira mental onde  deveria
​​​​​​​Poeira mental onde
​​​​​​​Poeira mental
Poeira

Published in: on 2 de janeiro de 2018 at 22:57  Comentários desativados em Confusão Mental V (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental IV (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


000000000

…passam carros, passam carros, passam carros, morrem sonhos …
… morrem sonhos, morrem sonhos, morrem sonhos, voam horas …
… voam horas, voam horas, voam horas, morrem sorrisos…
… morrem sorrisos, morrem sorrisos, morrem sorrisos, formam nuvens…
… formam nuvens, formam nuvens, formam nuvens, vergam fomes…
… vergam fomes, vergam fomes, vergam fomes, somam anos…
… somam anos, somam anos, somam anos, passam carros

Published in: on 2 de janeiro de 2018 at 22:45  Comentários desativados em Confusão Mental IV (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental II (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


00

Caminhos tortuosos onde covardemente a luz resiste: sigo equivocadamente.

Torvelinhos monstruosos onde febrilmente a paz preside: digo perigosamente.

Adivinhos duvidosos onde mundialmente a tez desiste: ligo parcialmente.

Desalinhos desejosos onde amorosamente a voz subsiste:  predigo cruelmente.

Tipinhos ociosos onde terrivelmente a foz inexiste: religo constantemente.

Rodamoinhos espinhosos onde sutilmente a motriz assiste: prossigo fortalecidamente.

Burburinhos receosos onde habilmente a operatriz enciste: coligo insistentemente.

Published in: on 2 de janeiro de 2018 at 22:11  Comentários desativados em Confusão Mental II (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Confusão Mental I (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA


0

MENTE: E o botões entreabrem a blusa e a boca não mais com eles dialogam.

SENTE: E o certo nem sempre é escrito através das linhas retas.

MENTE: E o olhar inquiridor sente a ameaça ao seu telhado por se fragmentar .

MENTE SENTE: E a caravela passa e se acha à deriva de si mesma.

MENTE MENTE: E o atrapalhado se confunde no seu passo maior que a perna.

MENTE SENTE MENTE: E o alimento é ingerido sem preparo pela pressa d’outro.

SENTE MENTE MENTE: E o coração duro se desvela na face travestida de bondade.

 

 

Published in: on 2 de janeiro de 2018 at 16:38  Comentários desativados em Confusão Mental I (Série Fragmental Mente) ROBERTA LESSA  

Processos VII (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA


0

Tudo em mim, eu em tudo…

Published in: on 1 de janeiro de 2018 at 23:34  Comentários desativados em Processos VII (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA  

Processos VI (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA


00.jpg

Ser fragmentos que se reunem por entre nada

 

 

Published in: on 1 de janeiro de 2018 at 23:31  Comentários desativados em Processos VI (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA  

Processos V (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA


 

000.png

Na pele a pele, onde roça-se esperança de igualdade, sendo temerário pensar na inexistência dessa tal igualdade, diante do fato que na desigualdade é que se revela a verdadeira face.

 

Published in: on 1 de janeiro de 2018 at 23:25  Comentários desativados em Processos V (Série Fragmental Mente)ROBERTA LESSA  
O LADO ESCURO DA LUA

Minha maneira de ver, falar, ouvir e pensar o mundo... se quiser, venha comigo...

palavra[interna]

JAMES MORAIS & LAIANA DIAS | BRAZIL | Poesias & Reflexões

Liberte-se!

Tem coisas que só sai da gente por escrito.

Blog Pitacos e Achados

Dicas e Pitacos para o dia a dia

Curtir THE Novo

Espiritualidade, Alegria e tudo que há THE novo

marcianossabemler.wordpress.com/

Para gostar tanto de livros, só poder ser ETE!

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

Experimentarte

espaço de expressão do artista

Rubem Alves:

Ler é fazer amor com as palavras.(blog sobre Rubem Alves)

Rubem Alves | Blog não oficial

coletânea de textos desse grande Educador

Esquizofrenia das Artes

Blog dedicado a divulgação cultural e artística

Cacos Metafóricos

por Petterson Farias

Nas Duas Margens

Nas duas margens - blogue de Vamberto Freitas

O LIVRO DOS SERES IMAGINÁRIOS

Vivemos pelo poder das coisas que não existem. Por isso, os deuses são tão poderosos. (Paul Valery)

poesia lunar

cercada de poesia por todos os lábios

Portal Anarquista

pelo apoio mútuo e pela autogestão

%d blogueiros gostam disto: