ADQUIRIR ACEITAÇÃO SE DIFERENCIA DA JUSTA CONQUISTA (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


10557243_10203209456450348_6616486515239154042_n

ADQUIRIR ACEITAÇÃO SE DIFERENCIA DA JUSTA CONQUISTA

Sou nada imutável haja vista ser em parte flexível
Sou nada perecível haja vista ser em parte memorável
Sou nada substituível haja vista ser em parte imprescindível
Sou nada silenciável haja vista ser em parte implacável
Sou nada previsível haja vista ser em parte inimaginável
Sou nada inviável haja vista ser em parte razoável
Sou nada rentável haja vista ser em parte oponível
UNANIMIDADE TORNA-SE PATOLOGIA QUANDO AQUISIÇÃO

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 20:32  Deixe um comentário  

MAU DICÇÃO INVOLUNTÁRIA (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


10478151_10203204036074842_3324065431220038663_n
Quando a religião deixar de ser empreendimento, lá Estarei.
Quando a religião esvaziar da luxúria, lá Estarei.
Quando a religião desacreditar do poder humano: lá Estarei.
Quando a religião descrer da injustiça entre homens: lá Estarei.
Quando a religião distanciar da podridão social: lá Estarei.
Quando a religião alimentar de amor incondicional: lá Estarei.
Quando a religião conjurar devoção e fé verdadeira: lá Estarei.
Quando a religião desagregar-se de instituições: lá Estarei.
MALDIÇÃO ALUCINATÓRIA
Texto: Roberta Lessa
Imagem: A incredulidade de São Tomé, como se tornou popularmente conhecido, por Caravaggio ( 1571 – 1610)

“(…) Mostraram uma moeda de ouro a Jesus e disseram-lhe: “Os homens de César exigem-nos tributos.”
Ele disse-lhes: “Dai a César o que pertence a César, dai a Deus o que pertence a Deus e dai-me o que é meu.”(…)

FONTE: Evangelho segundo Tomé

PRESTEMOS MUITA ATENÇÃO AOS FRAGMENTOS, MAS TAMBÉM COMPREENDAMOS O TODO DE QUE ELE É CONSTITUÍDO E FAZ PARTE. BOM SÁBADO À TODOS(AS)

 

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 20:30  Deixe um comentário  

AVISO PRÉVIO (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA*


11800427_741181675993517_6627739168508315919_n
Nem me venha questionar meus erros: mais que ninguém deles sei e sou, convivo com tudo que construo e distancio do que não me acrescenta.

Nem me venha perguntar minhas falhas: mais que ninguém delas sei e sou, aprendo com todas elas e distancio da que não me orienta.

Nem me venha bisbilhotar meus segredos: mais que ninguém deles sei e sou, partilho tudo a quem desejo e distancio do que me não me sustenta.

Nem me venha blasfemar minhas crenças: mais que ninguém delas sei e sou, desconsidero tudo que me desvia e distancio do que me violenta.

Nem me venha desacreditar meus atos: mais que ninguém deles sei e sou, reafirmo tudo que me ilumina e distancio do que me arrebenta.

Nem me venha silenciar minhas falas: mais que ninguém delas sei e sou, reconsidero tudo que penso e distancio do que me atormenta.

Nem me venha bolinar minhas ideias: mais que ninguém delas sei e sou, reforço tudo o que concluo e sinto e distancio do que não me alimenta
TEXTO: Roberta Lessa
IMAGEM:Coletada na internet

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 20:28  Deixe um comentário  

O QUE É O É POR ASSIM O SER (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


tumblr_ompmz4W4Eo1t2yuzqo1_1280
ENTE que aflora a gente.
MENTE que nos constitui diariamente.
REALMENTE ideia em prática diuturnamente.
PLENAMENTE tecendo arte plenamente.
ETERNAMENTE clarificando caminhos literariamente.
INTENSAMENTE povoando o ser consistente.
COMPLETAMENTE gerando arte infinitamente.

TEXTO: Roberta Lessa
IMAGEM: Coletada na internet

 

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 20:24  Deixe um comentário  

INEXISTÊNCIA (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


10563047_10203226841364960_5534924016915046560_n
INEXISTE EXPLICAÇÃO À ARTE
Por que do amor se não pela arte?
Por que da arte se não pela poesia?
Por que da poesia se não pela escrita?
Por que da escrita se não pela palavra?
Por que da palavra se não pela rima?
Por que da rima se não pela alma?
Por que da alma se não pelo amor?
EXPLICAÇÃO À ARTE INEXISTE

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 20:21  Deixe um comentário  

FATO DE FATO (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA*


Rosa-Vermelha
FATO ECOLÓGICO É TRATO HUMANO
Quanta vezes somos tolhidos sem perceber. Somos por isso mecanismos engendrados ou alienados?
Quanta vezes somos desacatados sem responder. Somos por isso humanos resignados ou subordinados?
Quanta vezes somos desumanizados sem interceder. Somos por isso sofredores obstinados ou designados?
Quanta vezes somos enlaçados sem compreender. Somos por isso produtos acondicionados ou lesionados?
Quanta vezes somos decepados sem retroceder. Somos por isso acéfalos fascinados ou ludibriados?
Quanta vezes somos confundidos sem conceder. Somos por isso cegos multiplicados ou apaixonados?
Quanta vezes somos ludibriados sem aprender. Somos por isso enfermos enfeitiçados ou disseminados?
TRATOR HUMANO É DESACATO ECOLÓGICO

Tratar de cada ato é um fato
Traçar cada caminho é um ato

Texto: Roberta Lessa
Imagem: Coletada na internet

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 19:13  Deixe um comentário  

TOLOS DESEJOS (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA*


10288782_10203227901711468_1212380319306895691_n

 

DESEJO SORRISOS, JAMAIS SÓ RISOS:

Por isso Planto
DESEJO APOSTOS, JAMAIS À POSTOS:

Por isso Observo
DESEJO MUNDOS, JAMAIS IMUNDOS:

Por isso Opto
DESEJO EVOLUÇÃO, JAMAIS INVOLUÇÃO:

Por isso Sigo
DESEJO CADÊNCIA, JAMAIS CARÊNCIA:

Por isso Canto
DESEJO GENTE, JAMAIS AUSENTE:

Por isso Vivo
DESEJO UNIVERSOS, JAMAIS INVERSOS:

Por isso Mudo

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 19:07  Deixe um comentário  

POR DEIXAR (Série Poema No Poema)ROBERTA LESSA*


10252115_10203226665840572_6486085747537414281_n10550839_10203228948017625_778703159551669186_n
POR DEIXAR POR DEIXAR POR DEIXAR
Deixaria a escrita se isso bastasse por vida…
Deixaria a crítica se isso acertasse lúcida…
Deixaria a estética se isso significasse estar redimida…
Deixaria a ética se isso retornasse depreendida… 
Deixaria a ótica se isso bloqueasse a dúvida…
Deixaria a maiêutica se isso ensejasse-me capaz…
Deixaria a prática se isso indicasse ser entendida…
DEIXAR POR DEIXAR POR DEIXAR POR
Published in: on 19 de agosto de 2017 at 19:05  Deixe um comentário  

NADA BASTA-ME (Série Poema No Poema) ROBERTA LESSA


o
NADA BASTA-ME SE NÃO O INSACIÁVEL
À quê destinamos nosso herdado legado?
Por quê almejamos nosso amor conjugado?
De quê reclamamos nosso labor fustigado?
Para quê reflitamos nosso medo apegado?
Em quê bradamos nosso algoz abnegado?
No quê corroboramos nosso temer obrigado?
Ante quê logramos nosso valor outorgado?
NADA CABE SE NÃO O INCABÍVEL
Published in: on 19 de agosto de 2017 at 19:03  Deixe um comentário  

COM PALAVRAS COMPARADAS COM PARADAS (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


ROSA
Rimas fáceis interessam poesias efêmeras.
Rede volúveis professam heresias inúmeras.
Rumos tácteis visam sepsias tenras.
Ritmos dóceis retesam paresias facínoras.
Retas viáveis colaboram sinestesias infrutíferas.
Remos voláteis endereçam aresias.
Ritos táteis catalizam cortesias míseras.

Deixar palavras se comporem e alterar suas rimas.
Deitar palavras em torpores e transformar redes.
Deletar palavras se predisporem e obliterar rumos.
Debitar palavras se oporem e reiterar ritmos.
Desmanchar palavras se imporem e onerar retas.
Dever palavras interporem e ponderar remos.
Deter palavras se exporem e venerar ritos.

 

Published in: on 19 de agosto de 2017 at 19:01  Deixe um comentário  
O LADO ESCURO DA LUA

Minha maneira de ver, falar, ouvir e pensar o mundo... se quiser, venha comigo...

palavra[interna]

JAMES MORAIS & LAIANA DIAS | BRAZIL | Poesias & Reflexões

Liberte-se!

Tem coisas que só sai da gente por escrito.

Curtir THE Novo

Cultura e entretenimento

marcianossabemler.wordpress.com/

Para gostar tanto de livros, só poder ser ETE!

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

Experimentarte

espaço de expressão do artista

Rubem Alves:

Ler é fazer amor com as palavras.(blog sobre Rubem Alves)

Rubem Alves | Blog não oficial

coletânea de textos desse grande Educador

Esquizofrenia das Artes

Blog dedicado a divulgação cultural e artística

Cacos Metafóricos

por Petterson Farias

Nas Duas Margens

Nas duas margens - blogue de Vamberto Freitas

O LIVRO DOS SERES IMAGINÁRIOS

Vivemos pelo poder das coisas que não existem. Por isso, os deuses são tão poderosos. (Paul Valery)

Poesia Lunar

cercada de poesia por todos os lábios

%d blogueiros gostam disto: