DA PARTE À PARTE (Série Apenas Uma Frase) ROBERTA LESSA


562369_10200293876802679_1188042508_n.jpg

Em parte, à parte, com parte, na parte; somos sins, talvez ou nãos,  temos estes espaços preenchidos, à esvaziar e por preencher;  sofremos de espasmos voluntários, deficitários ou hereditários; somos encantos silentes, ausentes ou presentes… enfim somos dialéticos  enlaces permitidos, permissíveis ou …

 

Anúncios
Published in: on 26 de outubro de 2017 at 13:27  Comentários desativados em DA PARTE À PARTE (Série Apenas Uma Frase) ROBERTA LESSA  

OPÇÕES (Serie Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


270763_4065081498512_2023727807_n
espaços existem, preenchidos ou não
espasmos ocorrem, voluntários ou não
encantos persistem, silentes ou não
enlaces entravam, permitidos ou não

 

Published in: on 26 de outubro de 2017 at 12:33  Comentários desativados em OPÇÕES (Serie Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA  

ATRÁS DA FACE OCULTA (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


378274_3957744975166_2063710007_n.jpg

O ser se busca,  se traveste de si mesmo, mesmo que tentando não aparentar o que  se é verdadeiramente; se desespera em sua incompletude.

O fato desse ser evitar não se comunicar consigo, o traduz enquanto ato de, desesperadamente tentar se salvaguardar das  traças que trançam no de saberes.

Salvo será o ser que através de seu viver artesanará estes poderes nada singelos e por demais complexos transformando-os em formas mais degustáveis de absorção menos dolorosa…

Published in: on 26 de outubro de 2017 at 12:32  Comentários desativados em ATRÁS DA FACE OCULTA (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA  

VIRA VIDA VIRA ( Série Reflexiva mente)ROBERTA LESSA


Rompe a vida feito manhãs bem vindas depois de ontens desafiadores .  As cores das faces redundam flores e desencaminham o retornar  auto superados pelo romper de um raiar do sol hilariante de sorrisos inodoros.

Originais promessas assalariam as riquezas dos pensamentos que mesmo descontínuos permaneceram saudáveis devido à rebeldia que anarquizaram de rubra volúpia, toda fraqueza que poderia existir.

Chego à conclusão de que o imediatismo nos consome e devora com seus salientes rompantes de desejos nada divinais. De fato todo movimento cultural que se traduz pelos meandros de homens articulados e inconfessos, permite uma visão mais acurada aos que se traduz em manifestação de um ser humano, resta a questão: serão puras e pessoais essas manifestações ou repetitivas cópias daquilo que acessa os  e ou nos impõe como cultura manifesta de raiz, mas que na verdade é uma artificial  e impositiva condição de um ser no outro?

 

pensar

pensar

pensar

 

refletir

refletir

refletir

 

agir

agir

agir

pensar

pensar

pensar

 

Published in: on 25 de outubro de 2017 at 10:55  Comentários desativados em VIRA VIDA VIRA ( Série Reflexiva mente)ROBERTA LESSA  


00 (2)

253558_4085520449473_1952627073_n

O SOSSEGO
O SÓ CEGO
A ATENÇÃO
A HÁ TENSÃO

 

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:24  Comentários desativados em  

GENTE (Série Filosofiando Ideias) ROBERTA LESSA


000

SOB(RE) GENTE

Gente que pensa é maravilhosa
Gente que ama é carinhosa
Gente que sente é harmoniosa
Gente que age é escandalosa
Gente que canta é corajosa
Gente que soma é gloriosa
Gente que fala é fabulosa
SUB(E)MERGENTE

 

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:20  Comentários desativados em GENTE (Série Filosofiando Ideias) ROBERTA LESSA  

MEU PASSO (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA


000 (2)

Passo às mãos do outro que do outro é.
Passo leve na estrada que leva a quase nada.
Passo é passo quando é dado e jamais saciado.
Passo alisando a mente como quem desenruga tecidos.
Passo lesado há de ser contínuo mesmo fora do compasso.
Passo buscando sentidos que contenham o calor dos símbolos.
Passo à frente o que há de ser fronteiriço e deixo atrás o que não é mais.

 

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:13  Comentários desativados em MEU PASSO (Série Reflexiva Mente) ROBERTA LESSA  

MINIMO POEMA (Série Minimalista) ROBERTA LESSA


 

0 (4)Pela forma da estrada a chegada…
entre meio o poetar, o poetar, o poetar
Pela norma da virada a estrada…

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:10  Comentários desativados em MINIMO POEMA (Série Minimalista) ROBERTA LESSA  

PENSAMENTOS (Série Filosofiando Ideias)ROBERTA LESSA


 

000001

penso que o que fizemos com nossa nave mãe Terra destruída é irreversível:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossa sociedade civilizada é irresponsabilidade:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossos velhos abandonados é inaceitável:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossos povos excluídos é indefectível:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossos animais e inaceitável:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossas crianças famintas:só por Deus…é incabível:só por Deus…

penso que o que fizemos com nossas escolhas boas ou não é incompreensível:só por Deus…
​​​​​​​
SOMOS O QUE PLANTAMOS, O QUE COLHEMOS, O QUE PENSAMOS, O QUE FALAMOS FAZEMOS, SOMOS O QUE FAZEMOS DE NÓS… FELIZ OU INFELIZMENTE…

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:06  Comentários desativados em PENSAMENTOS (Série Filosofiando Ideias)ROBERTA LESSA  

PALAVRA BANDIDA (Série Apenas Uma Frase) ROBERTA LESSA


00.jpg

Elemento de dissonância é a palavra bem dita, ela já escrita torna-se proscrita por ser também mau dita.

Discernimento de deselegância é a palavra bem urdida, ela já esculpida torna-se envolvida por ser também mau urdida.

Tormento de inconstância é a palavras bem armada,  ela já amada torna-se falada por ser também mau armada.

Engrandecimento de tolerância é a palavra bem gerada, ela já gerida torna-se ferida por ser também mau gerada.

Fenecimento de discordância é a palavra bem quente, ela já dormente torna-se  inconsequente por ser também mau ausente.

Envolvimento de impedância é a palavra bem calada, ela já emancipada torna-se prostrada por ser também mau ampliada.

Apodrecimento de ressonância é a palavra bem viva, ela já descritiva torna-se emotiva por ser também mau lenitiva.

Published in: on 24 de outubro de 2017 at 23:01  Comentários desativados em PALAVRA BANDIDA (Série Apenas Uma Frase) ROBERTA LESSA  
O LADO ESCURO DA LUA

Minha maneira de ver, falar, ouvir e pensar o mundo... se quiser, venha comigo...

palavra[interna]

JAMES MORAIS & LAIANA DIAS | BRAZIL | Poesias & Reflexões

Liberte-se!

Tem coisas que só sai da gente por escrito.

Curtir THE Novo

Luz, Alegria e tudo que há THE novo

marcianossabemler.wordpress.com/

Para gostar tanto de livros, só poder ser ETE!

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

Experimentarte

espaço de expressão do artista

Rubem Alves:

Ler é fazer amor com as palavras.(blog sobre Rubem Alves)

Rubem Alves | Blog não oficial

coletânea de textos desse grande Educador

Esquizofrenia das Artes

Blog dedicado a divulgação cultural e artística

Cacos Metafóricos

por Petterson Farias

Nas Duas Margens

Nas duas margens - blogue de Vamberto Freitas

O LIVRO DOS SERES IMAGINÁRIOS

Vivemos pelo poder das coisas que não existem. Por isso, os deuses são tão poderosos. (Paul Valery)

Poesia Lunar

cercada de poesia por todos os lábios

%d blogueiros gostam disto: