FINAL DE AMOR (Série haikais)Roberta Lessa


FOTO POEMA - RLessa

FOTO POEMA – RLessa

FINAL DE AMOR – I

FINAL DE AMOR

EM DECADENTE SABOR

INÍCIO DE DOR

FINAL DE AMOR – II

SINAL DE AMOR

FLORINDO O DECOMPOR

INÍCIO EM FAVOR

FINAL DE AMOR – III

METAL DE AMOR

SECANDOPUREZA FLOR

GERAR TORPOR

FINAL DE AMOR – IV

GERAL DE AMOR

FRUGAL EMBALA  SABOR

FINCAR DOLOR

FINAL DE AMOR – V

FINCAR DOLOR

SÓ APONDERAMETO

TOTAL DE AMOR

FINAL DE AMOR – VI

TOTAL DE AMOR

TECE VIDA AO VIVER

MISTRAL INCOLOR

FINAL DE AMOR – VII

MISTRAL INCOLOR

FLORESCER SEM TEMER

FINAL DE AMOR

Anúncios
Published in: on 31 de agosto de 2015 at 0:26  Comentários desativados em FINAL DE AMOR (Série haikais)Roberta Lessa  
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

SETE QUEDAS EM ADCÇÃO- HAIKAIS (Rl/07/15)


ROBERTA LESSA - FOTO POEMA

ROBERTA LESSA – FOTO POEMA

I

BALANÇA CORPO
BOCA SORVE GARGALO
ROMPE SARJETA

II

DEITA-SE NO BREU
JURA SOBRIEDADE
DEIXA-SE NO CHÃO

III

SORVE EM COPOS
PENSAMENTO CURTIDO
CORPO INERTE

IV

OLHAR PERDIDO
CRIANÇA DESESPERO
PASSOS ROMPIDOS

V

MEDO EM DEDOS
DÍVIDAS E DÚVIDAS
DANÇA EM BICAS

VI

NADA ESPERA
ALCOÓLICO DESGOSTO
LUAR MORADA

VII

EM SUA SOLIDÃO
ADICTA ESCOLHA
NADA LHE RESTA

 

Published in: on 14 de junho de 2015 at 14:12  Comentários desativados em SETE QUEDAS EM ADCÇÃO- HAIKAIS (Rl/07/15)  
Tags: , , , ,

SAUDADE – HAIKAI


ROBERTA LESSA - FOTO POEMA

ROBERTA LESSA – FOTO POEMA

I

QUANDO SE VAI E FICA

PRESENÇA TERNA

VONTADE DE PRESENÇA

II

TECE EM MIM ESTRADAS

NOVO CAMINHO

SAUDADE É  DANADA

III

SENTIR QUASE PARINDO

VONTADE ARDE

É PRESENÇA SEM ESTAR

IV

DESEJO DE PRESENÇA

CABE ESPERAR

LÁGRIMA CAI É TARDE

V

 SENTIDO EM RUMO SÓ

INDO E VINDO

MARÉ PULSA SOLIDÕES

 

VI

MISTURA DE JUÍZOS

PEITO ARDENTE

SOMBRA DETES DESEJOS

VII

PEDIDO DE RETORNO

PLENA VONTADE

RETORNO DO QUE SE FOI

POEMA MEDIANEIRO (RL/MAIO/15)


Roberta Lessa - Foto Poema

Roberta Lessa – Foto Poema

Há conceitos por terra caindo
apenas luzes permanecendo
num eterno coração partindo.

Quando as nuvens veem surgindo
mesmo com dia amanhecendo
vê-se a seca se contraindo.

Nossa natureza intuindo
Já que o mau percebe crescendo
Jamais de se ver distraindo.

Já o tolo homem aludindo
Já nem se percebe transcendendo
Pois tem o mau auto espargindo.

Como vil amado vai partindo
nesse amargor sempre crescendo
desapercebe o troco vindo vindo.

Bem e mau seguem coexistindo
irmandade num fortalecendo
como complementos evoluindo.

Que o homem se cure agindo
melhorando o que vem fazendo
e seu evoluir vá se cumprindo.

Published in: on 8 de maio de 2015 at 22:57  Comentários desativados em POEMA MEDIANEIRO (RL/MAIO/15)  
Tags: , , ,

HAIKAI: MEU IPÊ TAMBÉM AMARELOU (RL/MAIO/15)


Roberta Lessa - Foto Poema

Roberta Lessa – Foto Poema

I

IPÊ SOBE AO SEU CÉU

VAI BUSCAR SUA COR

E O SOL AMARELOU

II

TEIMOSO IPÉ FLORIU

PLENO INVERNO

TINANDOU PRIMAVERA

III

SEMENTE ARDE  VIDA

SABENDO BROTAR

ESCOLHENDO REBENTAR

IV

CABELEIRA ROSADA

CRESCE GALHADA

EM TRONCO TRONCO DE IPÊ

V

NO CHÃO ATAPETADO

FLORES PASSADAS

PÉTALAS DE ESTRADAS

VI

A MENINA CIRANDOU

FLOR NA SUA SAIA

FLORESCE JUNTO – IPÊ

VII

NO VENTO IPÊ DANÇOU

DOURANDO ARES

CORAÇÃO TAMBÉM VOOU

IPÉ É ALGO BEM BRASIL, BEM FORTE E DE RESISTÊNCIA SUTIL E SEM SER SERVIL

Published in: on 8 de maio de 2015 at 22:01  Comentários desativados em HAIKAI: MEU IPÊ TAMBÉM AMARELOU (RL/MAIO/15)  
Tags: , , ,

RONRONANDO GENTE – (RL/Abr/15)


imagem coletada na internet

imagem coletada na internet

CHEGANDINHO

chega chegando disfarce
brinca por dedos
bolas dançam em caças

REBOLENTO

pede colo quando quer
some rápido
retorna rebolento

RONRONATE

ronronar é sua fala
olhar sensível
fala muito da vida

OLHANDINHO

movimento com ginga
olhar felino
atento observar

ESTRELANDO

tudo sabe calcular
pula e rola
abastece carinho

PARRENTO

sabe tudo da rua
mia em riso
telhado à cantar

POCTHOCUDO

roliço é felino
alenta d’alma
gatuno é querido

AMANHECERES TRANSLÚCIDOS – (RL/Abr/15)


Foto Poema - Roberta Lessa

Foto Poema – Roberta Lessa

I

EXPLICOU O POETA

ESPEROU A RIMA

EXPIROU  A POESIA

II

MESMO DESOLADO

POETIZOU QUEBRADO

ATÉ SURGIR O DIA

III

MADRUGADA À DENTRO

POESIA À FORA

NOITES MAUS DORMIDAS

IV

CLAREANDO JANELAS

ESTRELAS DESPEDEM-SE

DESPEDINDO EM ORVALHOS

V

LUZES DESPEM CÉUS

ADEUS CORROMPIDOS

POR JAMAIS SE TOCAREM

VI

 SOL TORNARA-SE CÉU
RUBORIZANDO MAÇÃS
CELESTES FOSTE MANHÃS

VII

EDIPICANDO A LUA

ENDOIDECE O POETA

TRANSGREDINDO O DIA

Published in: on 26 de abril de 2015 at 16:12  Comentários desativados em AMANHECERES TRANSLÚCIDOS – (RL/Abr/15)  
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

DESCOBRIR-SE


Foto Poema - Roberta Lessa

Foto Poema – Roberta Lessa

No fundo de meu próprio fundo eu me afundo em descobertas.

– Hoje descobri sua rima de vida…

No fundo de meu próprio fundo eu me aprofundo em alertas.

– Hoje descobri sua lima de fala…

No fundo de meu próprio fundo eu me inundo em incertas.

– Hoje descobri sua lástima de lida…

No fundo de meu próprio fundo eu me rotundo em comportas.

– Hoje descobri sua lídima de escolha…

No fundo de meu próprio fundo eu me fecundo em desertas.

– Hoje descobri sua máxima de escolha…

No fundo de meu próprio fundo eu me redundo em espertas.

– Hoje descobri sua colina de sonhos…

No fundo de meu próprio fundo eu me facundo em cobertas.

– Hoje descobri sua lágrima de consolo…

DO NADA DO SER


Foto Poema - Roberta Lessa

Foto Poema – Roberta Lessa

RIO DO RIO
Nada sei do rio… só que reinventa piracemas quase em teimosia
Nada sei do fluir… só que complementa furações quase em alegoria
Nada sei do desaguar… só que orienta pulsares quase em magia
Nada sei do estiar… só que atormenta sede quase em agonia
Nada sei do borbulhar… só que apimenta formas quase em maestria
Nada sei do pescar… só que alimenta redes quase em euforia
Nada sei do navegar… só que contenta espaço quase em demasia
RIO NO RIO


Foto Poema - Roberta Lessa

Foto Poema – Roberta Lessa

O GOSTO DE APASSARINHAÇÃO DO POETA QUE ALA SEU RIMAR

xiuuuuu… poeta escrevinhando
xiuuuuu… poema alvorecendo
xiuuuuu… rimas adolescendo
xiuuuuu… métrica adoecendo
xiuuuuu… fala aproseando
xiuuuuu… poesia fortalecendo
xiuuuuu… gente apassarinhando

GOSTO DE APASSARINHAR FEITO GENTE QUE SABE ALAR SEU PENSAR

O LADO ESCURO DA LUA

Minha maneira de ver, falar, ouvir e pensar o mundo... se quiser, venha comigo...

palavra[interna]

JAMES MORAIS & LAIANA DIAS | BRAZIL | Poesias & Reflexões

Liberte-se!

Tem coisas que só sai da gente por escrito.

Curtir THE Novo

Cultura e entretenimento

marcianossabemler.wordpress.com/

Para gostar tanto de livros, só poder ser ETE!

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

Experimentarte

espaço de expressão do artista

Rubem Alves:

Ler é fazer amor com as palavras.(blog sobre Rubem Alves)

Rubem Alves | Blog não oficial

coletânea de textos desse grande Educador

Esquizofrenia das Artes

Blog dedicado a divulgação cultural e artística

Cacos Metafóricos

por Petterson Farias

Nas Duas Margens

Nas duas margens - blogue de Vamberto Freitas

O LIVRO DOS SERES IMAGINÁRIOS

Vivemos pelo poder das coisas que não existem. Por isso, os deuses são tão poderosos. (Paul Valery)

Poesia Lunar

cercada de poesia por todos os lábios

%d blogueiros gostam disto: